21 fevereiro, 2011

Eu tenho saudades daqueles dias em que acordava e tu fazias parte da minha vida, daqueles dias em que brincávamos juntos e tu corrias atrás de mim, sempre a ralhar comigo por só querer brincadeira, e me pedias um favor e eu ao fazê-lo tu dizias:  Um dia quando te casares dou-te uma prenda. 
Foste um grande Tio, uma pessoa por quem eu tinha uma enorme admiração, a tua personalidade forte, a tua frontalidade e o facto de cumprires sempre aquilo que prometias. 
Tenho saudades tuas,  vou ter sempre, e sempre que me sinto sozinha, sei que tu estás lá como estavas quando eu era pequena e chorava ao cair, acompanhas-te grandes brincadeiras e birras minhas, mas também me fizeste rir tanto.
Lembro-me todos os domingos depois de almoço, as vezes que vinhas para a rua ( onde já não há rastos de ninguém apenas recordações) jogar futebol ou as escondidas. 
Lembro-me do dia em que chegas-te a casa com o Neco, aquele cão era tudo para ti, e ainda hoje sei que quando falamos no teu nome ele se recorda de ti. 
Partis-te numa sexta a noite, lembro-me como se fosse hoje, partis-te cedo, tinhas tantos anos para viver e experiências para me contar, mas partis-te feliz e foste brilhar no céu (: 
''Prometo'', que um dia vou subir ao céu, abraçar-te e fazer-te sorrir como fazia em criança.




Obrigada por nunca me teres deixado, :$

1 comentário:

SofiaM ' disse...

Que texto lindo amor *-*